Maranhão não registra casos de febre amarela há 25 anos

SÃO LUÍS - O surto de febre amarela na região sudeste tem deixado a população de todo o país em alerta. De acordo com o Ministério da Saúde, de primeiro de julho de 2017 a 23 de janeiro deste ano, foram confirmados 130 casos de febre amarela nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, além do Distrito Federal. Desses, 53 pessoas vieram a óbito. Ao todo, foram notificados 601 casos suspeitos, com 162 ainda sob investigação e 309 descartados. No Maranhão, o último caso em humanos conf

Turismólogo da UFMA analisa impactos na área no Dia Nacional do Turismo

SÃO LUÍS - No dia 8 de maio, é comemorado, em todo o país, o Dia Nacional do Turismo. A data foi instituída com a sanção da Lei 12.625/2012, em homenagem ao dia 8 de maio de 1916, ocasião em que o estado do Paraná solicitou a desapropriação e declaração de utilidade pública das terras das Cataratas do Iguaçu para a criação de um parque. Desde então, a data tem o objetivo de não apenas a promoção e homenagem às práticas do turismo no Brasil, mas também para conscientizar a população para a valor

Observatório do Turismo é destaque no levantamento de informações turísticas

SÃO LUÍS - Por identificar uma falta de dados estatísticos sobre o turismo no Maranhão e o déficit na periodicidade dessas informações, surgiu, em 2016, o Observatório do Turismo do Maranhão, vinculado ao Grupo de Pesquisa “Turismo, Cidades e Patrimônio” da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e à Secretaria de Cultura e Turismo do Maranhão (SECTUR-MA), com o objetivo de suprir essa carência de informações. O Observatório é coordenado pelo professor Saulo Ribeiro dos Santos (UFMA), e por Tha

Sem casos de febre amarela há 25 anos, MA não está livre da doença

Porém, o Estado não está totalmente livre da doença. Segundo a professora do departamento de Patologia/UFMA, Maria dos Remédios Carvalho, o Maranhão está localizado em uma área considerada endêmica para a febre amarela, e sempre esteve em alerta para a doença. “Geograficamente, o surto da doença está longe do Maranhão, e a gente tem uma população com vacinação obrigatória. Mas não estamos totalmente sem o risco, já que a doença está ocorrendo em áreas de parques, zonas rurais e tem cidades no e
Close